Este artigo está desatualizado. Sugerimos a leitura do texto A história do Jailbreak, mais atual.

Flash

O iPhone provocou um interesse muito grande no mundo inteiro e verdadeiras comunidades se formaram para discutir e debater sobre ele. Mas muita gente que está descobrindo agora o “precioso” da Apple fica perdido quando entra nessas comunidades e encontra palavras como jailbreak, Simcard, TurboSIM…

Pensando nessas pessoas, decidimos fazer um pequeno dicionário para marinheiros de primeira viagem, com algumas palavras básicas do vocabulário “iPhônico”.

 

Quem tiver alguma outra sugestão, pode postar nos comentários que a gente inclui na lista.

 

 

FIRMWARE: é o “sistema operacional” do iPhone, o software interno que o faz funcionar.

JAILBREAK: em uma tradução livre seria “quebrar a prisão”. É o ato de habilitar a instalação de programas não-oficiais no iPhone. É o jailbreak que permite a ativação e desbloqueio do aparelho (para modelos de primeira geração).

ATIVAÇÃO: o iPhone, quando sai da caixa, vem desativado (sem as funções de telefone nem de iPod). Oficialmente ele foi feito para ser ativado somente com o iTunes e um plano de uma das operadoras autorizadas pela Apple, mas é possível ativá-lo extra-oficialmente através do jailbreak.

DESBLOQUEIO: ato de fazer com que o iPhone aceite chips de qualquer operadora e tenha assim funções de telefone. Até pouco tempo somente os aparelhos com Bootloader 3.9 poderiam ser desbloqueados, mas agora nos com 4.6 também é possível.

BOOTLOADER (BL): é uma parte do software responsável pela inicialização do aparelho. Os primeiros iPhones vinham com a versão 3.9 dele. Após outubro de 2007 começaram a vir com a versão 4.6.

BASEBAND (BB): é o processador responsável por todas as comunicações do iPhone. O desbloqueio do aparelho passa pela baseband.

OTB (ou OOB): “Out of the Box”. É o aparelho que acabou de sair da caixa. Fala-se muito nas versões do firmware. “1.1.3 OTB” quer dizer que o iPhone já veio com a 1.1.3 de fábrica.

IMEI: é a identidade do celular. Cada celular no mundo tem o seu IMEI, que é único. Normalmente é achado atrás da bateria. Outra forma de se obter o IMEI é digitar direto no aparelho o código: *#06# para obter o número IMEI sem precisar desligá-lo. Na França e na Alemanha ele é usado para o desbloqueio oficial do iPhone pela Apple.

SIMCARD: O cartão SIM — ou SIM Card ou ainda GSM-SIM card, em inglês – é o chip do telefone GSM.

TURBOSIM: é um adaptador para o cartão SIM que faz o telefone acreditar que o chip é de outra operadora. No caso do iPhone, ele faz o aparelho pensar que é um chip da AT&T. Ele é reprogramável.

StealthSIM/NextSIM: mesma coisa que o TurboSIM, mas não são reprogramáveis. Se o iPhone mudar a maneira de ler o chip, a SIM não vai funcionar.

UNLOCK: ver desbloqueio.

DOWNGRADE: instalar uma versão anterior à atual. No caso do “downgrade para 1.1.2″, por exemplo, quer dizer instalar o firmware 1.1.2 em um iPhone que já tem a 1.1.3.

UPGRADE (ou atualização): instalar uma versão mais nova que a atual.

BRICK: em inglês, “tijolo”. É o ato de deixar o iPhone inoperável, bloqueado completamente, por operação de hack mal sucedida. O aparelho torna-se um peso de papel, daí o nome.